Marketing de Conteúdo: o C de Conquista

Por / Marketing de Conteúdo

Lembro-me das primeiras aulas de Marketing, onde o P era a letra mais importante do alfabeto. E não era apenas 1 P que chamava a atenção, mas 4! Não que deixaram de ser, mas os tempos mudaram e eles não são mais a Cereja do bolo dos ensinamentos de Kotler. O Marketing de Conteúdo, dentre as várias novas categorias de Marketing existentes, aposta no engajamento de um público mais segmentado e Constrói relações mais duradouras entre Clientes e marcas. Será que já é hora de explorar o ABC?

Que a tecnologia modifica o layout do planeta dia após dia, isso não há discussão. Assim, e para acompanhar esse processo evolutivo, também o Marketing se transforma, fazendo surgir novas ferramentas e estratégias. É nesse Contexto que utilizar-se da velha propaganda e de incentivos emocionais não mais garantem a Criação de valor ou a fidelização do Cliente. É necessário Criar uma relação com essa nova Classe de Clientes astutos e desapegados – momento em que o Conteúdo passa a ser preponderante a qualquer estratégia mercadológica.

Mas afinal, o que é Marketing de Conteúdo e que importância deve se dar a ele? Essa tendência começou a ganhar expressão a partir de 2012, sobretudo devido ao Crescimento constante dos usuários digitais e ao boom das redes sociais. Essa ferramenta é útil sobretudo para atrair as pessoas Certas para sua marca, produto ou serviço.

Marketing de Conteúdo

Um erro comum é pensar que Conteúdo se traduz apenas em textos ou posts. Não! Vídeos, gráficos, links, podcast, tudo aquilo que transmite informação relevante sobre seu negócio para seu público-alvo está relacionado ao Marketing de Conteúdo – mas essa produção deve ter um sentido e um propósito. Conhecendo seu Campo de batalha, esses indivíduos passam a ser verdadeiros embaixadores da marca, compartilhando, pulverizando informações sobre seu negócio de forma a Criar uma intenção de Compra ou engajamento na sua proposta de negócio. O que se Constrói, assim, são admiradores do seu Core business apenas por tudo aquilo que, mentalmente, é associado à sua marca ou ao produto.

A ideia da venda, embora importante, não pode ser priorizada nesse primeiro momento, mas, sim, a de Construir seu exército de adoradores – pessoas que verdadeiramente defenderão seu negócio. Alcançar essa posição tem um valor intangível bem maior no longo prazo que qualquer curva ascendente de um gráfico de vendas em um curto espaço de tempo.

C

As empresas Outbrain e eConsultancy divulgaram uma pesquisa feita junto a 1.300 profissionais de Marketing Digital ao redor do globo. Resultado? 90% deles acreditaram em um Crescimento exponencial no Marketing de Conteúdo em 2013. Ainda segundo a mesma pesquisa, os três fatores preponderantes para utilizar essa ferramenta são para gerar engajamento do leitor (52%), visitas ao site (42%) e Consciência de marca (35%).

Produto, preço, praça e promoção – os tradicionais 4Ps – geram resultados para seu negócio e não podem entrar para o rol da obsolescência. Mas que tal repensar sua estratégia de Marketing e perceber que o C, por regra, vem bem antes do P?

  • Pin It

Sobre o autor:

Lucas Mendes - Jornalista especializado em comunicação estratégica em mídias digitais, com expertise em redação e produção de conteúdos. Já atuou em plataformas online e offline, desenvolvendo diversos projetos em comunicação.

TOPO