Inbound Marketing e o “novo” glossário do Marketing Digital

Por / Marketing de Conteúdo, Marketing Digital
inbound marketing Agência de marketing digital Studio Xpress Rio de Janeiro

Inbound Marketing, CTAs, Landing Pages, Leads. Nada de tão novo no “novo” glossário de marketing digital.

Se você ainda não está totalmente por dentro das palavras ou termos acima – que cada vez mais estão presentes em sites e artigos sobre marketing digital – não se preocupe. Não se trata de termos sofisticados ou inacessíveis, embora não façam exatamente parte do nosso vocabulário cotidiano. São termos bastante antigos do marketing, que por conta de novas plataformas e estratégias digitais, passaram a ser utilizados com mais frequência. Por isso, chegam quase a parecer um modismo, mas não é bem assim.

Vamos então tentar desmistificar esses termos. Você vai ver que eles são seus velhos conhecidos.

Inbound Marketing

Chamamos de inbound marketing um conjunto de ações e estratégias para atrair o internauta para seu website, através de conteúdo relevante. Inbound, é um termo em inglês que significa “a caminho” para um determinado destino. No caso, “o meio de transporte é o conteúdo e o destino, o seu site (ou meio digital selecionado). Por exemplo, quando você publica um vídeo no Youtube e o usuário, após assisti-lo, acessa seu site, você o fez através do Inbound Marketing. O mesmo pode se dizer de uma postagem bem redigida no seu blog. O usuário pesquisa um termo contido na página, o Google mostra essa sua página no resultado, e bingo, o usuário se interessa e chega no destino mais valioso da Internet: seu site.

Pela sua natureza dependente de conteúdo bem elaborado e atrativo, também chamamos Inbound Marketing de “Marketing de Conteúdo” em português. Simples, não é?

CTAs

Um CTA ou “Call to Action” é uma chamada para a ação que esperamos que o usuário realize. Por exemplo, queremos que o usuário de um site de e-commerce coloque um item no carrinho de compras. Para incentivar esta ação, inserimos ao lado do produto, um CTA representado por um botão verde com a palavra “Compre”. O tipo de ação é bastante variada, indo de “Baixe o aplicativo” a “Compare” a “Faça sua reserva” e muito mais. O CTA em geral aparece na forma de um botão ou de uma imagem com texto, sempre com um link. O texto pode ser uma palavra apenas ou uma frase não muito longa.

Mais um nome “novo” para algo que faz parte de nossas vidas há muito tempo, não é?

Landing Pages

Esse termo, apesar de representar algo muito antigo, parece mesmo algo inusitado. Mas vamos exemplificar: imagine que você esteja navegando na Internet, e de repente, você decide fazer uma busca no Google por “Tênis masculino para maratonas”. Logo abaixo, aparecem 3 anúncios relacionados. No primeiro caso, o anunciante colocou um link para uma página genérica do site de calçados. Uma miscelânea de calçados aparece. Você não vê seu tênis para corrida e logo sai do site. No segundo, o anúncio leva para uma página com tênis de todos os tipos, mas não para corridas. Você navega, mas não vê o tênis que procura e sai do site. No terceiro, ao clicar no anúncio, você vê uma página dedicada a uma linha de tênis especiais para maratonas. Você vê um modelo que te agrada e segue com a compra.

Ok, disse muito para demonstrar que a Landing Page, apesar do nome estranho – “página de aterrisagem”, se traduzido ao pé da letra – nada mais é que uma página desenvolvida para o objetivo do usuário. Normalmente ela difere da página comum do site, por levar em conta que ao chegar até ela, o usuário terá percorrido uma trilha que o conduz ao seu objetivo. No exemplo acima: encontrar um tênis apropriado para corrida.

A Landing Page é uma importante ferramenta do marketing digital, e é amiga do usuário, pois o auxilia na realização de seu objetivo. Em muitos casos, é desenvolvida para atrair clientes em potencial para o ciclo de vendas da empresa. Nesse caso, ela pode estar associada a um formulário específico que coleta dados para outras interações futuras da empresa com seu público, via email marketing automatizado, por exemplo.

Leads

Esse é um velho amigo de vendedores e usuários de CRMs. Um lead é um cliente em potencial que expressa interesse de alguma forma em seu produto ou serviço. Leads normalmente são obtidos através de uma indicação de um cliente ou através de uma resposta direta a uma ação de marketing. Na Internet, por exemplo, uma pessoa que preenche um formulário em uma landing page pode se tornar um lead. O nível de qualificação que se obtém com formulários específicos pode levar a Leads qualificados, que podem então ser ativados pelo departamento comercial para acelerar o processo de vendas.

Conclusão

Como vimos, todos esses termos já fazem parte do universo do marketing digital, mas principalmente desde 2006, com o crescimento do mercado digital no Brasil, estão se tornando cada vez mais conhecidos de gestores e empreendedores. Todos eles são importantes aliados do marketing digital, e através do planejamento estratégico digital podem levar a resultados surpreendentes e muito valiosos: conversões. Uma palavrinha também muito usada atualmente, que na prática significa o que todos nós queremos: clientes e vendas!

  • Pin It

Sobre a autora:

Déia Lima é graduada em Marketing, com mais de 10 anos de experiência em todos os aspectos de marketing digital. Atuou na MediamixWeb, empresa de marketing integrado nos Estados Unidos entre 2001 e 2006. Certificada pelo programa Google Adwords Professional, desde 2005, gerencia projetos de desenvolvimento de websites e portais, SEO, SEM e de planejamento estratégico de Marketing Digital.

TOPO